Chef Hélder Freire

Chef Hélder Freire

O meu nome é Hélder Freire, sou um Chef de cozinha que aprendeu a cozinhar na difícil escola da vida, frequentando as cadeiras e cozinhas de muitos restaurantes de norte a sul do país, saboreando o que de melhor se pode encontrar até numa simples travessa de tasca, num restaurante dos ditos (de gente fina), num bar de praia impregnado com o aroma inconfundível do iodo do mar, onde podemos ir buscar tanta matéria prima nua e crua, ou num qualquer braseiro feito entre dois tijolos no mais improvável dos lugares ou recantos a que eu possa chamar COZINHA, num qualquer lugar sem qualquer requinte ou regra e que nos digam que é assim que tem de ser!! Cozinhar é tudo menos obrigação!! Cozinhar tem de ser amor, loucura, melodia, cor e alegria, mas acima de tudo liberdade, para que em cada prato eu possa transmitir de forma genuína, um pouco da minha simples forma de ser.

Mas a minha carreira profissional começou há 15 anos em França, foi aí que eu senti que cozinhar era o que eu queria fazer, transmitir através da comida a possibilidade de poder viajar sem sair do lugar, sim porque quando estamos longe da nossa terra natal, tudo tem outro sabor, outra importância, e eu senti que podia levar comigo um pedacinho de Portugal, através das minhas receitas, e dessa forma suavizar a já por si difícil arte de ser IMIGRANTE, matar a chamada saudade de casa, e que saudades e memórias recordo ao escrever estas palavras.

No entanto e como em tudo na vida, fui crescendo dia-a-dia fazendo experiências, arriscando em áreas que desconhecia, cometendo erros (e muitos), enfrentando dificuldades, dificuldades essas que anos mais tarde me levariam a pensar que tal como eu, muitas outras pessoas enfrentavam as mesmas dificuldades na hora de meter mãos á obra e preparar até a mais simples das receitas, e foi durante a pandemia que eu percebi que tinha de partilhar os meus conhecimentos com quem deles mais precisava, vai daí e aproveitando o muito tempo livre que tinha devido aos muitos e obrigatórios confinamentos, comecei a filmar as minhas receitas e a partilhar nas redes sociais, tais como TikTok, Instagram e Youtube, escusado será dizer que tinha feito o mais acertado, pois de repente tinha milhares de pessoas a seguir-me, e a replicar as minhas receitas, as quais eu tinha cuidadosamente descomplicado para que todas as pessoas conseguissem fazer em casa, usando ingredientes básicos e acessíveis.

Page 1 of 2 1 2